OUTROS AGENTES TÓXICOS


Muitos outros produtos são responsáveis por intoxicações, acidentais ou intencionais. Portanto, é muito importante conhecer estes produtos, seus usos, riscos, os acidentes tóxicos mais frequentes, o que fazer em caso de exposição e como prevenir estes acidentes.

PRODUTOS DOMISSANITÁRIOS

Os produtos domissanitários ou saneantes são substâncias ou preparações usadas na limpeza e conservação de ambientes (residenciais, comerciais, de saúde).

São produtos muito disponíveis no ambiente doméstico, causando exposições acidentais principalmente em crianças. Alguns exemplos: alvejantes, água sanitária, desinfetantes, detergentes, amaciantes, sabões, saponáceos, ceras, polidores, removedores, antiferruginosos, desincrustantes e outros.

Os fabricantes são obrigados a seguir normas legais e técnicas e obter autorização de fabricação e comercialização do Ministério da Saúde.

Não compre produtos de limpeza clandestinos. Geralmente não possuem rótulos com composição e concentração dificultando o tratamento em caso de exposição.

INSETICIDAS DE USO DOMÉSTICO

Os inseticidas de uso doméstico são produtos desinfestantes utilizados para controle de insetos e outros animais incômodos e nocivos à saúde.

Os fabricantes são obrigados a seguir normas legais e técnicas e obter autorização de fabricação e comercialização do Ministério da Saúde. Alguns inseticidas somente poderão ser utilizados por profissionais habilitados.

São produtos muito disponíveis no ambiente doméstico, causando exposições acidentais principalmente em crianças.

Todos os inseticidas (domésticos ou de uso agrícola) contêm substâncias potencialmente tóxicas. No entanto, a escolha mais segura é um produto que contenha piretrinas. Os efeitos adversos da exposição às piretrinas podem ser menos perigosos que a exposição a outros ingredientes.

RATICIDAS

Raticidas ou rodenticidas são produtos desinfestantes destinados à aplicação em domicílios e suas áreas comuns, no interior de instalações, edifícios públicos ou coletivos e ambientes afins para controle de roedores.

Os únicos raticidas legalmente autorizados pela ANVISA são os raticidas anticoagulantes comercializados na forma sólida (em pó, blocos sólidos, pellets, iscas granuladas, iscas em grãos de cereias, geralmente de coloração vermelha, rosa, azul, verde).

Não utilize raticidas ilegais. São produtos clandestinos, irregularmente utilizados como raticida e altamente tóxicos!

Compre apenas raticidas autorizados pela ANVISA e que possuam rótulo onde identificam claramente seus ingredientes ativos.

Não espalhe raticida (grãos, grânulos, iscas) em um lugar que as crianças ou animais domésticos possam alcançar.

Saiba mais sobre os cuidados que devemos ter ao comprar saneantes (produtos de limpeza, inseticidas e raticidas) e como saber se um produto é clandestino na cartilha da Anvisa “Orientações para os consumidores de saneantes”.
Cartilha de Orientação para os Consumidores de Sanenantes
Fonte: http://anvisa.gov.br

DROGAS DE ABUSO

Drogas de abuso são substâncias psicoativas (com ação no sistema nervoso central) utilizadas com propósitos não-medicinais, capazes de modificar o estado de ânimo, a consciência, as funções cognitivas e sensoriais, e o comportamento da pessoa que a utiliza, interferindo no bem estar físico, psíquico e social, individual e coletivo, produzindo ou não tolerância ou dependência.

As drogas de abuso podem ser classificadas em três grupos, de acordo com a atividade que
exercem no cérebro:

  • Depressoras da atividade do Sistema Nervoso Central
  • Estimulantes da atividade do Sistema Nervoso Central
  • Perturbadoras da atividade do Sistema Nervoso Central

Considera-se abuso, a exposição resultante do uso intencional de drogas lícitas (bebidas alcoólicas, nicotina, medicamentos, etc.) e/ou ilícitas (proibidas e proscritas no país) ou outro agente tóxico, com a finalidade de se obter um efeito estimulante e/ou alucinógeno.

O CIATox/SC é suporte à decisão clínica para o diagnóstico, tratamento e prognóstico de pacientes agudamente intoxicados por drogas de abuso.

Para mais informações sobre drogas de abuso consulte os endereços abaixo:
http://www.cebrid.com.br: CEBRID – Centro Brasileiro de Informações Sobre Drogas Psicotrópicas. Departamento de Psicobiologia da UNIFESP.
https://obid.senad.gov.br/obid : OBID – Observatório Brasileiro de Informações sobre Drogas
http://www.justica.gov.br/sua-protecao/politicas- sobre-drogas/ : SENAD – Secretaria Nacional de Políticas sobre Drogas

PRODUTOS DE HIGIENE PESSOAL, COSMÉTICOS E PERFUMES

São preparações constituídas por substâncias naturais ou sintéticas, de uso externo nas diversas partes do corpo humano, pele, sistema capilar, unhas, lábios, órgãos genitais externos, dentes e membranas mucosas da cavidade oral, com o objetivo exclusivo ou principal de limpá-los, perfumá-los, alterar sua aparência e ou modificar odores corporais e ou protegê-los ou mantê-los em bom estado. A exposição aos cosméticos ocorre geralmente em crianças de forma acidental.

PRODUTOS DE USO VETERINÁRIO

Produto de uso veterinário é toda substância química, biológica, biotecnológica ou preparação manufaturada destinada a prevenir, diagnosticar, curar ou tratar doenças dos animais, independentemente da forma de administração, incluindo os anti-sépticos, os desinfetantes de uso ambiental, em equipamentos e em instalações de animais, os pesticidas e todos os produtos que, utilizados nos animais ou no seu habitat.

METAIS

Elementos químicos eletropositivos caracterizados pela ductibilidade, maleabilidade, brilho e condutibilidade de calor e eletricidade. Ex.: mercúrio, cobre, zinco, chumbo, etc.

ALIMENTOS

Produtos de origem animal, vegetal ou mineral, utilizados na alimentação em estado natural, semi-preparados, preparados, enlatados, industrializados, etc. Fazem parte desta categoria também os alimentos registrados na ANVISA com alegações de propriedades funcionais e ou de saúde, na forma de cápsulas, comprimidos, tabletes e alimentos aprovados em outras formas de apresentação. Casos de intoxicação alimentar bacteriana são acompanhados pela Vigilância Sanitária Municipal.